Alunos do INF ficam em primeiro lugar no “Hackinnovation Mobinova”

Equipe vencedora expôs App que fornece às empresas informações sobre trajeto dos passageiros.
 
Entre os dias 29 e 31 de março, aconteceu o evento Hackinnovation Mobinova que reuniu, em Goiânia, cerca de 200 pessoas de diversos locais do Brasil. O evento com o tema “Inovação para mobilidade coletiva e sustentável”, teve o objetivo de reunir profissionais que irão apresentar projetos empreendedores e viáveis para melhorar a mobilidade urbana da Região Metropolitana da capital.
 
O eventos contou com o professor o professor Walison Moreira, do Instituto de Informática (INF-UFG), que atuou como mentor para auxiliar todas 15 as equipes que trabalhavam na ocasião para desenvolver suas ideias. A equipe vencedora, formada pelos quatro estudantes do curso de Engenharia de Software do INF-UFG Murillo Silva e Nunes, Gustavo Henrique da Silva Batista, Saulo de Araújo Calixto, Fernando Henrique Quicano Callata, e a arquiteta Fernanda de Sousa, apresentaram o aplicativo “Happy”, que funciona como assistente pessoal para transporte coletivo. Ele observa a locomoção diária dos clientes do transporte público, através de geolocalização, e aprende a rotina de cada um. 
 
 
O Happy daria informações precisas sobre o trajeto dos passageiros, período de deslocamento. "E, com esses dados, as empresas conseguiriam ter os horários corretos, saber onde há mais demanda e quais as linhas mais lotadas. Poderiam melhorar a operacionalidade do transporte, diminuir a lotação, sugerir novas rotas e aumentar a velocidade”, explica a arquiteta Fernanda de Souza Ferreira, que exibiu o projeto da equipe vencedora.
 
Com essas informações, é possível mensurar os diversos pontos de origem e destino individuais das milhares de pessoas que utilizam o serviço, informação essa que as companhias de ônibus da grande Goiânia não possuem atualmente. Portanto, seria possível, para o planejamento operacional das empresas, distribuir de forma mais eficiente as suas frotas e melhor atender os clientes. Para o usuário do aplicativo, seriam oferecidas dicas de rotas alternativas baseadas no seu uso, além de sugestões dos melhores horários para se utilizar o ônibus em determinada linha.
 
O time do Instituto de Informática que venceu a competição em 1º lugar foi premiado com R$ 1000,00 de créditos no CityBus 2.0 (serviço recém lançado em Goiânia) para cada participante, Mentoria GetUp da PontoGet Inovação e Viagem guiada a Bogotá, referência em Mobilidade Urbana na América Latina, para uma visita técnica na Transmilenium.
 
 
 
Texto: Valeska Fernandes