Chamada de Trabalhos 2018

ERI-GO 2018

VI Escola Regional de Informática de Goiás

Websites: http://erigo.sbc.org.br

http://www.inf.ufg.br/erigo/

Possível Data: 14 e 15 de Setembro de 2018

Goiânia, GO

 

APRESENTAÇÃO

 

A 6ª Edição da Escola Regional de Informática de Goiás (ERI-GO 2018) é um evento promovido pela UFG (Instituto de Informática). A ERI-GO 2018 será realizada em consórcio com a 2ª Edição da Escola Regional de Sistemas de Informação de Goiás (ERSI-GO), 1ª Edição da Escola Regional de Alto Desempenho do Centro-Oeste (ERAD-CO) e com a 10ª etapa estadual de Goiás da Olimpíada Brasileira de Robótica, contribuindo assim para uma maior integração entre a comunidade goiana de pesquisadores e discussão de temas relevantes nas áreas de Informática em geral, aproximando estudantes, pesquisadores, profissionais e empresários.
 
Esta edição do ERI-GO tem como objetivos: (a) estimular ações de pesquisa, mercado de trabalho, ensino e extensão sobre informática em geral nas instituições de ensino superior e técnico, como também centros de pesquisa no Estado de Goiás, baseado em trilhas dos principais cursos de Informática em Goiás, no Brasil e no mundo de acordo com ACM (Association for Computing Machinery), por exemplo, Sistemas de Informação, Engenharia de Software, Ciência da Computação e Engenharia e afins; (b) tornar público os projetos de informática desenvolvidos regionalmente; e (c) promover a cooperação entre produtores e usuários de tecnologia da informação e comunicação visando ampliar o desenvolvimento tecnológico e a inovação em soluções de informática no Estado.
 
A ERI-GO 2018 ocorrerá nos dias 14 e 15 de setembro de 2018, em Goiânia-GO. Além das sessões técnico-científicas que contam com a apresentação dos artigos selecionados, a ERI-GO 2018 incluirá várias outras atividades conforme pré-definido na programação (divulgação em breve). Dentre essas atividades, estão palestras, minicursos, feiras, demonstrações, mesas redondas de tópicos atuais, sessões dirigidas, bem como no âmbito da Escola Regional de Sistemas de Informação (ERSI-GO), discussões sobre a educação em Sistemas de Informação e seu Currículo de Referência da Sociedade Brasileira de Computação (SBC), valendo ressaltar que todas as atividades serão executadas por profissionais de renome regional e nacional na área de informática.

 

 

TÓPICOS DE INTERESSE

 

Autores são convidados a submeter artigos escritos em língua portuguesa ou inglesa contendo resultados de trabalhos finalizados ou em andamento em que a informática é fim ou meio,  e que sejam produtos de pesquisa científica (iniciação, mestrado ou doutorado) ou trabalhos de final de curso de graduação, descrevendo trabalhos, e ainda não avaliados submetidos para outros fóruns. Um trabalho pode encaixar-se em mais de uma trilha, mas cada trabalho deve ser submetido uma única vez e a uma única trilha. Existem dois formatos de artigos: completo e curto. No formato de Artigo Completo são esperados trabalhos com resultados mais consolidados e significativos, com emprego mais rigoroso de metodologia científica, de preferência que lidam com problemas de cunho científico. No formato de Artigo Curto são esperados trabalhos com resultados preliminares e menor rigor na metodologia científica, onde a parte técnica e tecnológica deve estar mais em evidência.
 
Cada artigo será avaliado por dois ou mais especialistas, e os melhores ARTIGOS COMPLETOS avaliados pelo comitê técnico-científico da ERI-GO poderão ser convidados para a submissão de uma VERSÃO ESTENDIDA do artigo aceito na ERI-GO para uma revista de informática (a ser definida em breve), seguindo as normas de submissão e avaliação definidas pela mesma. A lista de tópicos de interesse de cada trilha da ERI-GO 2018 é apresentada a seguir, mas não limita os artigos somente a estes tópicos:

 

###### TRILHA TÉCNICO-CIENTÍFICA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO (SI)Alinhamento estratégico entre TI e negócio

Arquitetura de sistemas de informação

Aspectos humanos e sociais em SI

E-business, E-commerce e Mídias sociais

Enterprise information systems (EIS), enterprise resource planning (ERP)

Estratégia de SI e modelos inovadores de negócios

Gestão de conhecimento e aprendizagem organizacional, Gestão de processos em SI, Governança de TI

Paradigmas de desenvolvimento em SI (agentes, aspectos, modelos, MDD, componentes, métodos formais, características, TDD, métodos ágeis, dentre outros)

Planejamento estratégico de sistemas e TI

Preservação de informação e memória digital, representação de informações de negócio, gerência de dados e metadados nas organizações, ontologias

Sistemas de apoio à decisão e SI inteligentes (agentes inteligentes, algoritmos genéticos, aprendizagem de máquina, mineração de dados, modelos formais, ontologias, raciocínio automatizado, redes neurais, representação de conhecimento, Datawarehousing e OLAP)

SI para governo (transparência, dados abertos, interoperabilidade, ecossistemas governamentais)

Cidades inteligentes como SI

Sistemas de Sistemas e SI

 

###### TRILHA TÉCNICO-CIENTÍFICA: ENGENHARIA DE SOFTWARE (ES)

Engenharia de Requisitos e Especificação de Software

Arquitetura e Projeto de Software

Ecossistemas de Software

Sistemas de Sistemas Intensivos em Software

Entrega Contínua

Métodos e ferramentas de desenvolvimento de Software

Estudos de caso de desenvolvimento de Software

Estado da prática em Engenharia de Software

Verificação, Validação e Teste de Software.

Sustentação e Manutenção de Software

 

###### TRILHA TÉCNICO-CIENTÍFICA: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO (CC)

Banco de Dados e Informática na Educação

Otimização

Teoria da Computação (Algoritmos e Grafos)

Inteligência Computacional

Processamento Gráfico

Interação-Humano Computador

Computação Aplicada

Redes e Sistemas Distribuídos 

Segurança

 

###### TRILHA TÉCNICO-CIENTÍFICA: Computação de Alto Desempenho 
 

Algoritmos Paralelos e Distribuídos

Aplicações de PAD: Científica, BigData, DeepLearning

Arquiteturas de Computadores para Alto Desempenho

Avaliação, Medição e Predição de Desempenho

Balanceamento de Carga para Sistemas de Alto Desempenho

Computação em Nuvem para Alto Desempenho

Linguagens, Compiladores e Ferramentas para Alto Desempenho

Redes e Protocolos de Comunicação de Alto Desempenho

Sistemas de Arquivos e de Entrada e Saída de Alto Desempenho

Sistemas de Banco de Dados Paralelos e Distribuídos

Sistemas Distribuídos para Alto Desempenho

Sistemas Operacionais para Alto Desempenho

Software Básico para Alto Desempenho

 

 

###### TRILHA TÉCNICO-CIENTÍFICA: ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO, ELÉTRICA, MECATRÔNICA E AFINS (ENG)

Sistemas de computação aplicados a engenharias

Sistemas de Automação e Controle

Telecomunicação e Redes sem fio

Sistemas de Potência e Automação de Redes de Energia

Geração Distribuída e Sistemas Fotovoltaicos

Qualidade de Energia

Matemática computacional aplicada à engenharia

Tópicos em engenharia biomédica

Processamento de Sinais

Otimização aplicada a problemas de engenharia

Criação e controle de robôs

Robótica educacional

 

###### TRILHA TÉCNICO-CIENTÍFICA: SOFTWARE LIVRE (SL)

Dinâmica social, gerenciamento, processos de desenvolvimento e motivações de contribuidores em comunidades de SL

Adoção/Emprego de SL em contextos comerciais e não-comerciais (Computação em Nuvem, Robótica, Processamento de Imagem, Virtualização e Gerenciamento de Redes)

Recomendação automática e avaliação de qualidade de SL

Aspectos legais e econômicos de SL

SL e educação

Desenvolvimento e evolução de projetos de SL

Análise de dados produzidos por projetos de SL, como código-fonte, e-mail, bate-papo e relatórios de defeitos

Ferramentas para apoiar o desenvolvimento de software, com foco nas necessidades dos desenvolvedores de SL

Uso de Software livre junto com cultura livre, hardware aberto, design aberto, acesso aberto, jornalismo cidadão e governo aberto

Estudos de caso de implantação de SL

Apresentação de software livres desenvolvidos em Goiás

 

INSTRUÇÕES AOS AUTORES

 

Este ano, a ERI-GO possibilitará dois formatos de artigos: artigo completo artigo curto. A submissão de artigos será exclusivamente eletrônica, por meio do sistema JEMS. Para tal, os autores devem acessar o link <a definir>. Os trabalhos submetidos deverão atender todas as condições descritas a seguir para que possam ser encaminhados aos avaliadores. O não cumprimento de um ou mais dos itens abaixo invalida a submissão.

 

 

  • artigo completo deverá conter no mínimo 11 (onze) e no máximo 14 (quatorze) páginas, incluindo resumo, figuras, diagramas, referências e anexos.
  • artigo curto deverá conter no mínimo 7 (sete) e no máximo 10 (dez) páginas, incluindo resumo, figuras, diagramas, referências e anexos.
  • O formato da submissão é o formato padrão da SBC, disponível em http://www.sbc.org.br/documentos-da-sbc/summary/169-templates-para-artigos-e-capitulos-de-livros/878-modelosparapublicaodeartigos
  • O artigo deve ser enviado em um arquivo no formato PDF.
  • O artigo deve ser escrito em Português ou Inglês.
  • O artigo deve conter um mínimo de 40% de conteúdo novo e original nos artigos submetidos.
  • O artigo submetido não deve conter os nomes dos autores nem dados da instituição de origem ou qualquer outra referência NO CORPO DO ARTIGO que possa permitir a identificação da autoria do artigo. Os nomes dos autores e suas afiliações devem constar APENAS no sistema JEMS e na versão final do corpo do artigo. Todos os autores e coautores devem estar incluídos no sistema JEMS na submissão do artigo. É importante ressaltar também que não será possível adicionar co-autores ao sistema JEMS depois do artigo aceito. 
  • Os autores de artigos aceitos terão um prazo para submissão de uma versão final implementando as melhorias sugeridas pelos revisores. 
  • Os artigos completos aceitos deverão ser apresentados de forma oral dentro das sessões técnico-científicas (ainda a definir) enquanto que os artigos curtos deverão ser apresentados em sessão com poster (formato livre). Sendo obrigatório que pelo menos um dos autores do artigo aceito faça inscrição no evento. Artigos aceitos que não tenham sido apresentados no evento (NO-SHOW) serão removidos dos anais.

 

 

DATAS IMPORTANTES

 

Prazo final para submissão de artigos: 23/07/2018

Comunicação de resultados: 15/08/2018

Envio da versão final: 22/08/2018

Data das Apresentações (oral e pôster) de Artigos: 14 e 15/09/2018

 

COMITÊ CIENTÍFICO (Em fase de definição)

 

 

COORDENAÇÃO DO COMITÊ TÉCNICO-CIENTÍFICO

Vinicius Borges - INF/UFG  (Coordenador)

Luciana Berretta - INF/UFG (Vice-coordenadora)

 

ORGANIZAÇÃO GERAL LOCAL

Antonio Carlos de Oliveira Junior  INF/UFG (Coordenador Geral)

Marcelo Akira Inuzuka  INF/UFG (Vice-Coordenador Geral)

E-MAIL DE CONTATO: erigo@inf.ufg.br